Esquina do tempo


Nesta esquina do tempo é que te encontro, Ó nocturna ribeira de águas vivas
Onde os lírios abertos adormecem. A mordência das horas corrosivas.
Entre as margens dos braços navegando, Os olhos nas estrelas do meu peito,
Dobro a esquina do tempo que ressurge. Da corrente do corpo em que me deito
Na secreta matriz que te modela, Um peixe de cristal solta delírios.
E como um outro sol paira, brilhando. Sobre as águas , as margens e os lírios.

José Saramago

Nasceu em Azinhaga, 16 de Novembro de 1922
Deixe seu recado,vou adorar,Obrigada!
VCaparroz

1 Comentário:

VCaparroz disse...

teste...

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente , opine se expresse, este espaço é seu
Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre
É muito bom ter você aqui, Agradeço
Vilma Caparroz

 
Customizado por|VCaparroz|Esquina do Tempo © Copyright | Template By Mundo Blogger |